quinta-feira, 7 de setembro de 2017

A voz

a voz pede passagem
enquanto eu peço carona

a alma é livre em viagem
o corpo é que me aprisiona

viver exige coragem
disponho do que não sou  dona

o sonho é breve paragem 
de tão leve o corpo ressona

a alma me leva consigo
a um tempo futuro ou antigo

e assim me revela a vantagem:
só mergulho se venho à tona
Renata De Aragão Lopes